Xbox Logo
Menu Principal
Escola Pluridimensional PDF Imprimir

Image

Didálvi : 23 Anos ao Serviço da Educação

No dia 16 de Junho,  comemorou-se mais um aniversário do Colégio Didálvi: vinte e três anos.

No recinto do Colégio rufaram os tambores da Fanfarra e o Hino do Didálvi deu início à festa.

Iniciada a Sessão Solene, os alunos do Quadro de Excelência receberam os seus diplomas e efectuou-se a entrega dos Troféus de Reconhecimento e Bons Serviços aos professores e funcionários que completavam 15 e 20 anos ao serviço do Colégio Didálvi. Foram homenageados pelos quinze anos os professores Carla Maria Pimenta Lima Deus Real, Carlos Alberto Silva Vale, Isabel Maria Barbosa Pinto, João Manuel Lopes Sobrosa, Maria Filipa Fernandes Perestrelo e Paula de Jesus Azevedo Brito e pelos vinte anos o professor António Alberto Ferreira Nunes e os funcionários José Pedro da Silva Durães e Maria Irene Barbosa Braga.

Os finalistas receberam as faixas e fizeram a passagem de testemunho (livro em madeira com as insígnias do Colégio Didálvi, representando os valores, o projecto educativo e o ideário do seu fundador)  aos alunos do décimo primeiro ano.

A  aluna do décimo segundo ano, Joana Oliveira, deixou, a todos os que ouviam, algumas palavras de despedida:
 

“Exmo. Sr. Director, Dr. João Alvarenga,

Exmos. Convidados,

Exmos. Srs. Professores e Funcionários,

Caros Colegas,


A vida é o tempo da nossa vida. Se não o estamos a aproveitar bem, não estamos a viver.”

Há muito tempo atrás, tal como aquelas flores que o Sol ainda não fez desabrochar, nós viemos, pequeninos, para a Didálvi.

E foi assim que tudo começou...À medida que o tempo foi passando, nós fomos aprendendo, brincando, descobrindo, crescendo... E esta Comunidade Educativa, o nosso Sol, ajudou-nos a iluminar e a despertar para a nossa caminhada.

Os anos foram passando e, hoje, estamos aqui reunidos para comemorar uma série de vitórias partilhadas com os nossos amigos, suplementadas pelos nossos professores e reforçadas por todos aqueles que vão edificando o Colégio. Queremos agradecer à funcionária que nos serviu a refeição, ao professor amigo que nos amparou nos maus momentos e a todos vós que, não só nos ensinastes, mas também nos educastes.

Aqui fomos muito felizes, conquistámos amigos para toda a vida e tudo isto fica gravado no nosso coração.

Pais, queridos Pais, agradecemo-vos incansavelmente por tudo o que fizestes por nós. Obrigado e esperamos ver-vos orgulhosos de nós.

Este foi o palco de muitos dos nossos sonhos, onde rimos, chorámos, caímos mas... levantámo-nos.

Aos nossos colegas do 11º ano, a quem vamos entregar o testemunho, esperamos que, por mais que caiam, sempre se levantem!

“O futuro pertence àqueles que acreditam na beleza dos seus sonhos.”


Depois da passagem de testemunho, os alunos do 12º ano ofereceram ao Director do Colégio um Relógio de Sol.


Na recepção do testemunho, a representante do 11º ano, Rosana Alves, agradeceu dizendo:

 

“Exmo. Sr. Director, Dr. João Alvarenga,

Exmos. Srs. Professores,

Minhas Senhoras e Meus Senhores,

Caros Colegas Finalistas,


A vida. A vossa vida, caros finalistas, assiste hoje, aqui e agora, ao fim de um capítulo e, simultaneamente, ao início de um outro, certamente, promissor.

    A vossa vida e o vosso percurso podem ser comparados à escrita de um livro, livro esse que começou a ser escrito pelas vossas próprias mãos. O grande livro da vida. Como em todos os livros de todos os grandes mestres das letras, também a escrita do vosso livro passou por vicissitudes: desânimos, frustrações, tristezas, medos fazem parte das palavras escritas por vós no grande compêndio, mas também alegrias, satisfações e contentamentos.

Palavra após palavra, capítulo após capítulo, o vosso livro foi ganhando mais e mais páginas transbordantes de sentimentos, de emoções, de receios e de sonhos, acima de tudo, de sonhos. Os capítulos, cada um escrito a seu tempo mais ou menos longo, mais ou menos correcto, mais ou menos feliz. Mas acima de tudo, o mais importante é que seja escrito por vós.

É nesta altura em que idealizamos o futuro, temos receio de não conseguir superar os obstáculos, dúvidas interpelam-nos, agora nesta transição tão importante, por vezes o medo invade--nos, baralhamo-nos nele ou, pior, fugimos de o viver, não percebendo que pior do que ter medo é fugir de o ter. Talvez por isso, caros colegas, estejamos aqui hoje ao vosso lado para vos transmitir uma palavra de esperança. Palavra essa que esperamos que vá de encontro aos vossos tão desejados sonhos. Sim, porque a vida se resume à busca dos sonhos. E no fim? Bem, no fim esperamos que o grande livro, o livro dos livros, tenha um final feliz. Independentemente do final que, com certeza, será glorioso, jamais os vossos feitos, as vossas conquistas, as vossas dúvidas ou as vossas desilusões serão esquecidas. Tudo fará parte do livro, guardado para sempre, na prateleira mais especial.

É o momento de seguir, de olhar em frente, pois como o filósofo Kierkergaard disse um dia: “a vida só pode ser compreendida, olhando-se para trás, mas só pode ser vivida, olhando-se para a frente”.

A Sessão finalizou-se com a intervenção do Director do Colégio e do Presidente da mesa, Professor Fernando Loureiro, representante da Câmara Municipal de Barcelos.

O Dr. João Alvarenga começou com o “início”, ou seja, com o ideal que orienta o Colégio Didálvi: “O querer e o trabalho transformam o sonho em realidade” – esta é a mensagem do Colégio Didálvi. Celebramos a vida, a caminhada, o crescimento, a inovação, os ritos, os símbolos, os momentos importantes da vida. Prestamos um serviço público de educação e contribuímos para a liberdade da educação em Portugal.

O Director do Colégio terminou garantindo que continuará em diálogo permanente com os Presidentes das Juntas da região, de modo a satisfazer as necessidades educativas da população.

O dia terminou com um jantar para os finalistas, familiares e professores e o Baile de Gala.

 
Jornal NéosDidálvi
tv
Vídeos
Galerias